A semana horribilis do Governo

A semana passada foi absolutamente desastrosa para o Governo.

Começou com a demissão de Vítor Bento, para tornar ainda mais instável o que já era de plasticina.

Depois, veio a trapalhada do Citius, na justiça.

Seguiu-se a barafunda da colocação do professores, na educação.

 

Na mesma semana, dois ministros tiveram de fazer um "perdoa-me" em público.

Primeiro foi Paula Teixeira da Cruz, por causa da informática judicial.

Depois Nuno Crato, por causa da informática educacional.

Pelos vistos, o governo tem graves problemas com os computadores.

 

E para acabar em beleza, lá aparecem as notícias de que Passos Coelho poderá ter cometido umas ilegalidades.

Segundo dizem os jornais, recebeu pagamentos de uma empresa quando estava em regime de exclusividade, na Assembleia.

Claro que ele disse o óbvio: "não me lembro, foi há 16 ou 17 anos".

Sim, todos compreendemos que a nossa memória esbate-se ao fim de tanto tempo.

Mas, pela primeira vez, a reputação pessoal de Passos Coelho sofreu um beliscão.

 

E tudo isto na semana em que António Costa poderá finalmente ver-se livre de Seguro.

Se o Governo continua assim, a dar barracas destas, Costa nem vai precisar de fazer muita campanha, para vencer em 2015.

 

publicado por Domingos Amaral às 11:30 | link do post