Malditos Penalties!

Sim, é tudo verdade: Portugal jogou muito bem nos 90 minutos, sabotou o "tiki-taka" de Espanha como mais nenhuma equipa até aqui conseguira, rematou mais à baliza do que eles, e no prolongamento foi-se um pouco abaixo mas mesmo assim só me lembro de uma grande oportunidade de golo para Espanha, a que Rui Patrício se opôs com valentia e eficácia. Sim, é inglório perder assim, mas estamos todos orgulhosos da nossa seleção e de tudo o que de bom fez. Esta noite, julgo que só errámos num pormenor: na marcação dos penalties. Dizem os estudos que os melhores marcadores devem ser guardados para o terceiro e o quarto penalties, que são a maioria das vezes os decisivos. Bruno Alves não devia ter sido escalado para marcar e não o devia ter feito depois de Nani o ter substituído a correr na marcação do terceiro penalty. Nani sentiu, e bem, que era melhor ser ele, e alguém devia depois ter retirado Bruno Alves da lista. Quando ainda se tem Varela e Nelson Oliveira na equipa, dois avançados, mais Cristiano Ronaldo, foi um erro ter sido um defesa a marcar um penalty decisivo. Mas, isto é fácil de dizer agora, na altura ninguém teve a presença de espírito para alterar o que estava previsto. Foi pena...De qualquer forma, devemos dar os parabéns a todos pelo excelente Euro 2012 que fizeram e isso é que importa no fim.

publicado por Domingos Amaral às 23:10 | link do post