A culpa é da crise na Europa: o novo lema do Governo

Nos últimos dias, o Governo encontrou uma nova explicação para os nossos azares e más fortunas económicas. A culpa é da Europa, da crise europeia e da recessão europeia. Se não fosse isso, Portugal estava safo, é essa a ideia que o Governo quer transmitir.

A ideia não deixa de ser verdadeira. É evidente que a culpa é da Europa, pois se a Europa - as troikas, a Sra Merkel, e muitos outros - não tivessem imposto enorme austeridade aos países do Sul da Europa, a crise não seria tão grande nem tão profunda. A culpa é pois da Europa.

Contudo, é preciso lembrar duas coisas ao nosso Governo. Em primeiro lugar, e que eu saiba, este Governo sempre apoiou a Europa, nomeadamente a Sra Merkel, e sempre disse que as políticas impostas pela Europa eram as melhores, e eram boas, e não havia alternativas.

Nunca, que eu me lembre, este Governo esteve contra as orientações europeias de austeridade. A culpa é da Europa, sim, mas como este governo sempre apoiou a Europa, e sobretudo a Sra Merkel, a culpa também é dele.

Em segundo lugar, convém lembrar ao Governo que foi ele que escolheu massacrar os portugueses com mais austeridade do que aquela que estava prevista no memorando original, assinado em Maio de 2011.

Foram Passos Coelho e Vítor Gaspar que impuseram as sobretaxas no IRS em 2011, que decidiram cortar nos subsídios aos funcionários públicos e pensionistas em 2012, e que decidiram um "enorme aumento de impostos" para 2013.

Nenhuma destas decisões, profundamente recessivas da economia, estava escrita no memorando original assinado com a troika. Foi este Governo, na ânsia e na pressa de fazer um ajustamento rápido e exemplar, que se excedeu de forma tremenda na dose de austeridade a aplicar ao país, o que nos levou ao desastre em que estamos. É claro que a troika aplaudiu, mas quem decidiu foi o Governo.

Vir agora dizer que a culpa da crise portuguesa é da da crise europeia, é uma enorme e apressada mistificação. A Europa tem culpas e muitas, mas no que toca ao caso específico de Portugal, este Governo tem muito mais culpa do que a Europa. 

publicado por Domingos Amaral às 12:55 | link do post