Os cavalos também se comem?

Anda por aí uma enorme histeria europeia, por causa do uso de carne de cavalo na mistura de carnes picadas. Mas, pergunto eu: já alguém comeu carne de cavalo para saber se é má? E, pergunto eu de seguida, qual é o problema da carne ser de cavalo?

A maior parte das pessoas, aposto eu, nunca comeu carne de cavalo, por isso não sabe distinguir uma carne da outra. A carne de cavalo é mais encarnada do que a de vaca? Eu não faço ideia, nunca comi. E será mais saborosa? Também não faço ideia, nunca comi. E faz mal ao nosso organismo? Também não tenho conhecimentos suficientes para dar uma resposta esclarecida.

Contudo, parece-me claramente que o problema aqui não é de saúde pública. Ou seja, não há uma histeria mediática porque alguém tenha a sua saúde em risco devido à carne de cavalo. Ao que me dizem, a carne de cavalo não faz mal a ninguém, não está contaminada, nem provoca doenças. O problema é outro.

O problema é que os seres humanos não estão habituados a comer cavalos. Ao longo de milhares de séculos, a humanidade, em especial no Ocidente, habituou-se a comer vacas, coelhos, porcos, frangos, perus, avestruzes e algumas coisas ainda mais estranhas como cobras, mas não se habituou a comer carnes de outros tipos de bichos, como cães, gatos ou cavalos.

A questão não é pois de saúde pública, mas sim de emoção civilizacional. A nós, faz-nos impressão comer animais com quem estamos habituados a conviver muito, como os cães ou os gatos, mas também outros que usamos para outros fins, como os cavalos.

Ninguém sabe muito bem porquê, mas esse tipo de animais ficou colocado numa categoria à parte, a categoria dos Animais Não Comestíveis A Não Ser Que O Mundo Esteja A Acabar. No mundo ocidental (já sabemos todos que noutras partes do mundo não é assim), cavalos, gatos e cães são animais safos da dura realidade da morte para alimentação.

Para comerem, os ocidentais não se importam nada de matar vacas, coelhos ou frangos (que também são muito queriduchos); mas nada de matar cães, gatos ou cavalos para as almoçaradas ou jantaradas.

Será que isto faz sentido? Porque é que nos faz impressão comer carne de cavalo e não de vaca? As vacas também sofrem quando morrem, também não se conseguem defender, também são criadas para dar leite, e no entanto, não nos faz impressão nenhuma comer a sua carne.

Será apenas por uma questão de sabor? Será que nós apenas matamos vacas, coelhos, frangos ou perus porque a carne deles é mais saborosa do que a dos cavalos, cães ou gatos?

É difícil de dizer, sobretudo para mim que nunca experimentei carne de cavalo, cão ou gato, mas porque é que sentimos repugnância ao pensar em comer esses animais, e não a sentimos quando falamos dos outros, como as vacas, os coelhos ou os perus?

Estas histerias mediáticas são sempre um bocado estranhas...Mas, pronto, eu sou um conservador no que toca à alimentação, e se há milhares de anos que os humanos não comem carne de cavalo, por alguma razão deve ser.   

publicado por Domingos Amaral às 15:45 | link do post