Só os burros falam de arbitragens?

Grande jogaço, ontem na Luz, onde fui com o meu filho Duarte. Quinze minutos de pura loucura. Assim o futebol vale a pena, dá espetáculo e entretem as pessoas, no estádio e na televisão. Só foram estranhas certas declarações no final, mas como disse Pinto da Costa há tempos, só os burros falam de arbitragens... 

Foi pena o Benfica ter dado tantas facilidades. No primeiro golo do FC Porto, logo aos 7 minutos, houve uma desatenção geral, e a bola acabou dentro da baliza. Depois, o Benfica empenhou-se e empatou dois minutos depois, num golão de Matic, e numa grande jogada da equipa. (Mas só os burros falam de arbitragens...)

Só que era o dia das borlas na Luz. Artur oferece o golo ao FC Porto, num erro tremendo. E lá tem o Benfica de se empenhar outra vez, desenhando mais uma boa jogada, e empatando aos 16 minutos. (Mas só os burros falam de arbitragens...)

Com pouco mais de um quarto de hora de jogo, parecia que ia acontecer um resultado histórico. Contudo, acho que o FC Porto percebeu que não valia a pena marcar mais golos, pois o Benfica irritava-se e conseguia sempre empatar, e então a equipa azul deixou de procurar a vitória. Entre os vinte e os noventa minutos, acho que o FC Porto deve ter rematado uma ou vez à baliza. (Mas só os burros falam de arbitragens...)

Infelizmente, o treinador Vítor Pereira, em vez de nos ter explicar a falta de ambição azul, lançou-se num enorme choradinho, fazendo um melodrama por causa das arbitragens. E logo a seguir, o presidente Pinto da Costa falou também do mesmo tema. (Então não eram só os burros que falavam de arbitragens?) 

Em dez anos, deve ter sido a primeira vez que Luís Filipe Vieira venceu o bate-boca com o presidente do FC Porto. Quando lhe perguntaram o que tinha a dizer sobre as declarações do treinador e do presidente do FC Porto, tão inflamadas, ele respondeu com ironia: "o presidente do FC Porto disse, há uns dias, que só os burros falam de arbitragens, por isso..." Calou-e, e fez muito bem, e marcou pontos na minha consideração. 

Aliás, acho que essa frase de Pinto da Costa devia ser a máxima futebolístico de 2013. Um cartaz devia ser colocado em todos os balneários dos clubes, e em todas as sedes, dizendo: "SÓ OS BURROS FALAM DE ARBITRAGENS". Podia ser que assim as pessoas começassem a aprender...

Voltando ao clássico, depois das emoções, é natural que tenha acabado empatado. Benfica e FC Porto estão muito próximos este ano, tanto em despesas com salários, como em percentagens de vitórias.

Em 27 jogos, em todas as competições, o FC Porto venceu 20, empatou 5 e perdeu 2. Tem uma percentagem de vitórias de 83, 3 por cento. Já o Benfica, fez 26 jogos, tem 18 vitórias, 6 empates e duas derrotas, o que dá uma percentagem de vitórias de 80 por cento. Ou seja, estão muito iguais, e é pois natural que o resultado tenha sido um empate. Mas, enfim, hoje fala-se de outras...burrices!

 

 

 

publicado por Domingos Amaral às 09:45 | link do post