Com quantas pessoas já teve sexo?

Os homens e as mulheres são diferentes em muitas coisas, mas há uma em que são iguais: ambos mentem quando respondem à pergunta "com quantas pessoas já teve sexo"? Mas, apesar de serem iguais a mentir, são diferentes na direção da mentira: os homens aumentam o verdadeiro número para o dobro, as mulheres diminuem-no para metade!

Assim, se um homem diz que já teve sexo com mais de 40 mulheres, provavelmente ele teve com pouco mais de 20, e se uma mulher diz que teve sexo com 8 homens, provavelmente já se envolveu para aí com uns 16. É isto o que os estudos universitários sobre sexo dizem, e não é um ou dois, são quase todos. 

Mentir sobre o número de parceiros parece ser portanto um desporto muito praticado. Isso é perfeitamente compreensível, seja entre homens, seja entre mulheres. É evidente que os homens são muito competitivos, e ninguém quer ser o palerma da turma, que dormiu só com aquela feiosa e com óculos, porque as outras não lhe ligavam pevide. Os homens afirmam-se pela quantidade. Quando um grupo de homens se junta, explodem histórias de grandes façanhas, enormes cavalgadas sexuais que se destinam em primeiro lugar a impressionar...os outros homens.

É evidente que Casanova era um mito, bem como Keith Richards ou Mick Jaegger, que se diz terem dormido com mais de 1000 mulheres, mas ninguém ficaria muito surpreendido se tivessem chegado às 500! E é também evidente que, na contabilidade sexual, os homens não contam só os engates ocasionais, as "one night stands", as namoradas e as esposas, contam também as prostitutas que frequentaram. Não interessa muito como se conseguiu ter sexo, mas com quantas mulheres. A mentira é apenas uma forma de proteção, não vá alguém pensar que eles não gostam de sexo, ou pior, que são gays. 

Seja qual for a razão, a verdade é que os homens mentem, e isso toda a gente sabe desde o início da humanidade. Mas, nas últimas décadas, quem mudou foram mais as mulheres, que agora praticam muito mais sexo do que as suas mães ou avós. Muito mais no sentido de terem mais parceiros, entenda-se. Porém, as mulheres parecem ainda preocupar-se muito com a reputação. Nenhuma quer passar por puta sem o ser, e talvez por isso elas mentem, e reduzem muito o número de parceiros, especialmente quando a pergunta vem do namorado ou do marido. Não vá o Diabo tecê-las...

Uma amiga minha diz que o número certo que as mulheres devem dizer é 7. No máximo 8. O primeiro namorado, os dois que se seguiram, o namorado que demorou mais tempo, e três casos pontuais, dois deles acontecidos em viagens, de finalistas ou de trabalho, parece ser a conta certa para revelar ao actual namorado. Isto se a pessoa andar entre os vinte cinco e os trinta anos. É claro que, se a mulher já tiver quase 40 anos, a conta tem tendência a aumentar, principalmente se ela já foi casada e se divorciou. 

Segundo parece, depois de terem experimentado o casamento, que obriga e habitua a relações sexuais permanentes, as mulheres têm dificuldade em passar muito tempo sem sexo, e o número de parceiros tem tendência a subir, às vezes vertiginosamente. Nesse subgrupo, por mais que elas digam que só dormiram com 8 homens, já ninguém acredita. Mas, também já não interessa. A reputação das mulheres vai deixando de ter importância com a idade, quando elas são novas ainda há uma certa pureza, mas quando passam dos 35 o melhor é mesmo mandar uma queca e marimbar-se para a estatística!

publicado por Domingos Amaral às 12:14 | link do post