A independência da Catalunha

Sobre a possbilidade da Catalunha vir a ser independente da Espanha, há duas coisas que me apetece dizer. A primeira é que devemos admirar e louvar a forma pacífica como os catalães têm defendido a sua independância. Ao contrário do que acontece com os seus vizinhos "bascos", na Catalunha não há atentados terroristas, não há assassinatos seletivos, não há "luta armada" da ETA que mate muitos inocentes. Há uma intenção serena e firme de um povo, mas feita de uma forma política e pacífica, o que é um exemplo de dignidade e respeito que a Catalunha dá ao mundo. 

A segunda ideia que me parece importante defender é que não existe qualquer incompatibilidade entre a independência da Catalunha e a União Europeia. Se a Catalunha vier a ser um país independente, isso pode ser traumático para a Espanha, mas para a Europa não representa nenhum problema. Qual a diferença entre 17 ou 18 países no euro, qual a diferença entre ter 27 ou 28 países na União Europeia? A Catalunha, se algum dia vier a ser independente, será mais um entre muitos, e até pode ser mais fácil que isso aconteça dentro de uma União Europeia federal do que fora dela. Se todos os países estão a ceder a sua soberania à Europa, a pouca soberania que a Catalunha tiver também será partilhada. 

publicado por Domingos Amaral às 16:23 | link do post