Eu estive lá!

No sábado ao final da tarde, estive na Praça de Espanha e participei na manifestação contra as medidas anunciadas pelo Governo. Descobri, com alguma surpresa, que foi uma manifestação muito mais ampla e numerosa do que muitos pensavam que ia ser. Pelas minhas estimativas, e olhem que eu tenho muita experiência de comícios políticos, manifestações diversas, concertos, idas ao futebol, e portanto sei calcular a dimensão das coisas, estiveram mais de 150 mil pessoas presentes em Lisboa. É muito e é importante também porque foi uma manifestação não partidária - não se viam nem bandeiras nem líderes partidários - e foi mesmo um pouco artesanal, a maioria dos cartazes eram escritos à mão e à pressa. Além disso, o que me surpreendeu também, a grande maioria das pessoas que vi eram jovens, entre os vinte e os trinta, a maior parte deles aparentando ser da classe média, e não eram aquelas tribos "anti-globalização" e de "esquerda radical" que muitas vezes aparecem nas manifestações. A caminhada de sábado foi diferente, e quem não perceber o seu sentido político e cívico está a cometer um grave erro. O que Portugal quis dizer no sábado foi que este caminho é errado, e ainda há tempo de ser invertido.

publicado por Domingos Amaral às 10:49 | link do post