Que se passa com Ronaldo?

Em Espanha e também por cá, anda meio mundo preocupado com a tristeza de Cristiano Ronaldo. Que se passa com ele? Não festeja os golos, disse que "está  triste" e no clube sabem quais "as razões". É evidente que este desabafo gerou uma onda de especulação. Era dinheiro, ele queria ganhar ainda mais do que já ganha, disseram uns. Era o presidente Florentino Perez que não aceitara conversar com ele sobre o contrato, disseram outros. Era uma zanga com alguns colegas do Real, acrescentaram mais uns. Enfim, um mistério, mas pelo menos parecia ser uma questão interna do Real. Contudo, Ronaldo veio esclarecer no Facebook que a sua tristeza não tinha a ver com dinheiro, e que continuaria a dar o máximo pelo clube! O mistério adensou-se. Se não era dinheiro, o que poderia ser? Sentimentos? Mas, caramba, ele parece ser um jogador sem sentimentos, uma espécie de robot, sempre concentradíssimo em marcar golos e em ganhar. Então mas agora o robot tem sentimentos? Logo alguém acrescentou que se tratariam de problemas "pessoais"! Problemas "pessoais"? Bem, com Irina não são de certeza, pois estava lindíssima e dedicada ao lado dele na gala da UEFA. E que se saiba nem o filho, nem a mãe Dolores, nem as irmãs, estão doentes. Além disso, se fossem problemas "pessoais", que sentido é que fazia ele não festejar os golos que marca no Bernabéu, dando a entender que há um problema qualquer com o clube? Sim, isto é um mistério cada vez mais misterioso, e estou já contaminado pela irreprimível curiosidade. Eu quero saber qual a razão de tanta tristeza! Eu já não aguento mais com tanta dúvida, tanta incerteza! Por favor Cristiano, diz-nos porque estás triste para nós podemos descansar as nossas almas! Será falta de mimo? Mas tu sempre foste tão mimado por toda a gente. A tua mãe, as tuas irmãs, as tuas dezenas de namoradas, a Irina, o Jorge Mendes que te adora, os colegas do Sporting, do Manchester, do Real, e ainda o Scolari, o Ferguson, o Mourinho. Quem é que não te mima como tu mereces rapaz? Por favor, elucida-nos!  

 

 

publicado por Domingos Amaral às 11:25 | link do post