Regresso à Luz

Ontem, e pela primeira vez este ano, fui ao estádio da Luz ver o Benfica. A assistência não ultrapassou os 33 mil, e o jogo na primeira parte foi fraquito, com o Benfica pouco inspirado e o Nacional a dar uma excelente réplica. Deu para ver que Melgarejo já aprendeu a cortar bolas perigosas para fora, deu para ver que Carlos Martins se escondeu do jogo vá-se lá saber porquê, e deu para ver que tirando Sálvio não havia grandes ideias sobre como chegar à baliza e marcar golos. Mas, na segunda parte as coisas foram bem melhores, e desbloqueou-se o que parecia emperrado. Três bons golos, dois de Cardozo e um do Rodrigo, e uma excelente asa direita formada por Maxi Pereira e Sálvio deu cabo da resistência do Nacional. Depois, mais lá para o fim, ainda entrou Aimar para termos nota artística e a vitória não deixar dúvidas a ninguém. O Benfica parece-me ainda um pouco perro em certos momentos, mas foi uma boa decisão a venda de Javi, e só faltou despachar Gaitan para não ficarmos com gente a mais nas alas. No resto, o plantel é bom e tem soluções, falta saber se chega para ultrapassar o FC Porto. 

publicado por Domingos Amaral às 12:44 | link do post