Bolt e Phelps

Os jogos olímpicos parecem estar cada vez mais divididos em duas zonas, a primeira que inclui os desportos de piscina e os de pavilhão, e a segunda a que inclui os desportos de estádio. Na primeira zona, costumam dominar os brancos, e a grande estrela foi o nadador Michael Phelps, que arrecadou mais umas quantas medalhas. No entanto, mal entra em cena o atletismo, são os negros que assumem maior protagonismo, seja com as corredoras quenianas ou etíopes, seja com o magnífico velocista jamaicano Usain Bolt. Dezenas de estudos universitários já tentaram explicaram esta aparente tendência para existir uma desvantagem dos negros em desportos como a natação e a ginástica, que é compensada pela enorme vantagem que parecem apresentar em provas de corrida, seja as mais rápidas, como os 100 metros, seja as mais longas, como os 10 mil metros ou mesmo a maratona. Porém, não acredito que a explicação seja genética. O mais provável é que isso se deva ao facto de, nos países mais pobres, especialmente nos africanos, ser mais difícil ter boas piscinas ou pavilhões, além de professores, enquanto é bem mais fácil ter uma estrada onde treinar a correr.   

publicado por Domingos Amaral às 12:46 | link do post