Formigas algarvias

As formigas algarvias, aqui na região de Castro Marim, são diferentes das do resto do país. Há dois tipos delas: as grandes e pretas, as formigas Terrano, e as pequenas e castanhas. As primeiras são formigas todo-o-terreno, só se passeiam no jardim e raramente fazem investidas dentro de casa. Passam por cima de tudo, até da água, são claramente insectos habituados ao Paris-Dakar e não têm qualquer interesse pelas actividades humanas ou pelos restos de comida que existem dentro de casa. Já quanto às outras, as mais pequenas, têm uma estranha cor. Normalmente, na região de Lisboa, as formigas pequenas são pretas, mas aqui são castanhas, de um castanho claro, e com as patas quase transparentes. Este aspecto suave leva-nos a subestimá-las, e quando damos por isso o chão está repleto delas, atacando furiosamente um pequeno pedacinho de corn-flakes que alguma criança deixou cair no chão. Mas, se pensam que andam só no chão, desenganem-se. Elas sobem às bancadas da cozinha com enorme facilidade, circulando junto do lavatório e aventuram-se mesmo no cesto do pão. É uma das guerras mais duras das férias, a batalha entre as pessoas e as formigas. Dura há milhares de anos e pelo que vejo aqui, elas ganham quase sempre!

publicado por Domingos Amaral às 12:18 | link do post