O mistério da importância de Sócrates

Para mim, é um mistério.

Não consigo perceber porque é que ainda se dá tanta importância a José Sócrates.

Porque é que os comentadores se preocupam com o que ele diz, agora que ele é mais um comentador entre tantos.

Porque é que certos jornais continuam a fazer enormes títulos sobre os supostos "casos" da vida dele.

Porque é que o primeiro-ministro se vê obrigado a desmentir uma coisa que ele disse.

Porque é que outros políticos falam dele.

Porque é que tanta gente lhe continua a destilar ódio.

Porque é que pessoas sensatas, como Eduardo Catroga, continuam a dizer que ele devia ser "julgado".

Não consigo perceber.

Sócrates é talvez o político português que desperta mais ódios, mas já não me parece que desperte grandes paixões.

Porque é que dão tanta importância ao que ele diz?

Pela minha parte, nunca acreditei que ele fosse a única razão de todos os nossos males, e o que ele diz já pouco me interessa.

É apenas mais um "talking head" a esforçar-se para ser ouvido.

Neste mundo extremanente competitivo pela atenção, há cada vez mais palavrões, insultos, barbaridades e excessos ditos, quase todos os dias, na televisão ou nos jornais.

Por mera higiene mental, evito dar grande importância a essa avalanche de palavreado de pessoas que estão todas cheias de razão.

Portanto, não lhe ligo grande coisa.

Nem a ele, nem aos outros.

São apenas cabeças falantes que não mandam nada...

publicado por Domingos Amaral às 15:51 | link do post