Será que os alemães também não gostam dela?

Pouco se falou em Portugal esta semana da estrondosa e inesperada derrota de Angela Merkel e da CDU, este domingo, no estado da Baixa Saxónia. Os admiradores de Merkel estão calados, talvez perplexos, sem perceberem que pelos vistos não é só fora da Alemanha que não gostam da Sra Merkel. 

Infelizmente para todos nós, a sra Merkel esteve três anos a cometer graves erros, e isso prejudicou fortemente a Europa, o euro, e também os pequenos países, como Portugal.

Durante três longos anos, entre 2009 e 2012, a Sra Merkel boicotou sistematicamente, e obrigou a adiar, as soluções da crise do Euro. Não queria um resgate à Grécia, e só o aceitou com condições severas.

Três anos mais tarde, foi obrigada a reconhecer que a Grécia só podia aguentar-se no euro se a sua dívida fosse perdoada. E ainda dizem que ela é inteligente...

E só perante um ultimato dos dois Mários italianos, Draghi e Monti, é que foi obrigada a ceder, e aceitou a possibilidade do Banco Central Europeu comprar dívida dos estados diretamente. Foram precisos três anos para a senhora ver o óbvio. Mal o BCE teve esse poder, a crise do euro acabou.

Por último, Merkel obrigou a que os programas de resgate das "troikas" fossem duríssimos e profundos, e o resultado foi o óbvio: recessões cavadas nos países da periferia, que depois se expandiram a toda a zona euro. Só quando viu a recessão a chegar à Alemanha é que Merkel começou a compreender o mal que tinha feito à Europa. 

Pelos vistos, na Alemanha já há muita gente a perceber que Merkel não resolveu nada, e só piorou a crise. Quem sabe em Setembro os eleitores alemães façam à Europa o grande serviço de a despacharem definitivamente...

Mas, por cá ainda há quem a adore e ache que Merkel foi boa para Portugal e para a Europa. Não se percebe como. Não fossem os Mários italianos, o Monti e o Draghi, e talvez o euro já não existisse. 

publicado por Domingos Amaral às 17:28 | link do post